pt en
+ -

HDI Seguros

Olá, sou a Sofia, atendente virtual da HDI. Por favor me conte no que posso te ajudar.

Novidades

Dicas para não cair em golpes na internet

Publicado em 06/02/2023

Se você nunca caiu em um golpe na internet, é provável que você conheça alguém que foi prejudicado por um, tendo em vista o aumento dos ataques cibernéticos nos últimos anos. Portanto, é importante fazermos nossa parte tendo atenção a alguns detalhes para proteger nossos dados e afastar os criminosos.

Aprenda com as dicas abaixo como se proteger de phishing, spear phishing, golpes no WhatsApp e golpe do boleto falso.

Phishing e spear phishing


O que são?


De acordo com o Avast, o phishing ataca grandes grupos de pessoas com golpes genéricos que geralmente são fáceis de detectar. Já o spear phishing é um golpe direcionado a pessoas ou grupos específicos com o objetivo de obter informações pessoais ou infectar dispositivos com vírus, normalmente feito via e-mails que parecem legítimos, de remetentes familiares e conhecidos.

Como evitá-los?


1. Não clique em links estranhos, não compartilhe suas senhas e fique atento para conseguir identificar e-mails falsos, como observando erros de português e sabendo que grandes marcas têm o domínio de e-mail com seu próprio nome.
2. Um bom software de segurança também pode ajudar a proteger seus dispositivos, detectando e bloqueando ataques recebidos.
3. Crie senhas fortes, seja do seu computador, celular, e-mail ou redes sociais. Utilize números, letras maiúsculas e minúsculas e caracteres especiais.
4. Faça uso da autenticação de dois ou mais fatores das plataformas que disponibilizam essa ferramenta de proteção. Ela serve para manter barreiras ainda mais seguras contra hackers.
5. Ainda que você cumpra todos os conselhos que separamos aqui, a possibilidade de sofrer um golpe ainda existe. Portanto, tenha todos os seus arquivos armazenados em um HD externo ou em nuvem.

Golpes no WhatsApp


Quais são os principais tipos e como se proteger de cada um deles?


1. Clonagem: Neste caso, os hackers clonam o número de WhatsApp, pedem dinheiro aos contatos dela e buscam informações bancárias para aplicar mais golpes. Para evitar, não clique em links estranhos nem passe informações em ligações duvidosas. Os golpistas costumam solicitar um código de confirmação enviado por SMS e, assim, têm acesso à conta do WhatsApp.
2. Conta falsa: Os criminosos criam uma conta falsa no WhatsApp com um número de telefone com o mesmo DDD, nome, foto de perfil e status da vítima. Depois, mandam mensagem para os contatos avisando que trocou de número e, então, pedem dinheiro. Para que isso não aconteça com você, é importante habilitar a configuração do WhatsApp para que apenas seus contatos possam enxergar suas informações de conta.

Golpe do boleto falso


Como funciona?


O boleto falso tem as principais características de um boleto verdadeiro, porém, quando efetuado o pagamento, o valor é direcionado aos golpistas.

Como saber que o boleto é falso?


1. Código de barras: verifique se existem falhas no código de barras, o que dificulta a leitura dos sensores e pode te obrigar a digitar os números manualmente.
2. Nome do beneficiário: boletos fraudados podem conter o nome errado do beneficiário ou escrito incorretamente.
3. Dados do beneficiário: qualquer diferença nos dados gerais do beneficiário pode indicar golpe.
4. Valor do boleto: boletos falsos podem vir com pequenas alterações no valor final a ser pago.
5. Forma de envio do boleto: desconfie se você deveria ter recebido o boleto por um canal de atendimento e acabou recebendo por outro.

Curtiu o conteúdo? Envie essa matéria para sua rede de amigos e familiares! O conhecimento é o melhor remédio contra os ataques cibernéticos.
Dúvidas?