pt en
+ -

HDI Seguros

Olá, sou a Sofia, atendente virtual da HDI. Por favor me conte no que posso te ajudar.

Novidades

O que fazer para vender bem seu imóvel?

Publicado em 08/05/2019

Desde a hora de pendurar a plaquinha de “vende-se” até o apertar de mãos para fechar o contrato, existem muitas etapas envolvidas na comercialização de uma residência. Em alguns casos é necessário ceder ao preço do cliente, escutar várias ofertas e até abrir mão de parte do dinheiro investido na compra.

 

Para obter situações mais lucrativas, é importante pôr em práticas algumas melhorias, gerando ganhos no preço e maior poder de barganha na revenda. Listamos algumas sugestões que podem ajudar os proprietários que querem emplacar um bom negócio, contando ou não com dinheiro para investimento na valorização da casa.

 

Modernizar

 

Inovar na estrutura é uma saída para diferenciar o preço. Alguns especialistas apontam que a tendência do atual mercado é por construções com plantas mais abertas e espaços maiores. Uma opção é remover paredes que dividem sala e outros cômodos e investir em áreas para cozinhas gourmet, com bancadas e churrasqueira, por exemplo.

 

Mobília

 

Neste caso, a opção por móveis embutidos auxilia ainda mais na valorização do espaço. Gavetas, fogões, prateleiras e, principalmente, guarda-roupas, são ótimas oportunidades para flexibilizar as opções do público comprador.

 

Espaço para lazer

 

Ao redor da residência, a inclusão de uma pequena churrasqueira ou um fogão à lenha são ótimas opções de diversificação e destaque para a área. Espaços para churrasco e piscinas fazem sucesso e disparam o valor do terreno. Nestes casos, é importante avaliar o orçamento e, principalmente, a estrutura disponível. Bem como os custos para manutenção que ambas as reformas implicam para não afastar um possível interessado.

 

Cores neutras

 

Para quem deseja gastar menos recursos ou quer negociar um apartamento, por exemplo, uma saída pode ser a troca das cores ou dos pisos de alguns ambientes. Opte por tons claros ou neutros, evitando cores muito chamativas que podem desagradar os futuros inquilinos. A tendência, segundo decoradores, tem sido o uso de tons leves. Para os pisos, os queridinhos do mercado têm sido as opções amadeiradas, porém, se o orçamento está curto, prefira consertos e reparos nas partes quebradas ou com avarias.

 

Segurança

 

Para os mais práticos, um bom investimento é a inclusão de equipamentos de segurança. Dependendo da região onde o imóvel está localizado ou destacado como um diferencial entre os vizinhos, itens como cercas elétricas, câmeras de vigilância, ou mesmo campainhas eletrônicas podem trazer mais conforto e tranquilidade aos novos moradores.

 

Lembrando que antes de fechar qualquer contrato é necessário fazer uma vistoria geral. Avalie com profissionais a situação da fiação elétrica, encanamento, janelas, maçanetas, das tomadas, telhado e, principalmente, eventuais rachaduras ou danificações em toda a casa. Estar a par de qualquer avaria é ideal para fazer um ótimo negócio!

 

Dúvidas?