pt en
+ -

HDI Seguros

Olá, sou a Sofia, atendente virtual da HDI. Por favor me conte no que posso te ajudar.

Novidades

Outubro Rosa: Informação que salva vidas

Publicado em 01/10/2021

Anualmente, a HDI adere à campanha de Outubro Rosa, com o objetivo de manter as pessoas informadas sobre os sintomas e formas de prevenir o câncer de mama.

 

A doença, que afeta muitas mulheres, é causada devido à multiplicação descontrolada de células anormais na mama, o que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Existe mais de uma categoria de câncer na mama. Alguns tumores se desenvolvem mais rápidos, enquanto outros evoluem de forma lenta. De forma geral, na grande maioria dos casos, há uma alta chance de cura quando esse tumor é diagnosticado precocemente.  

 

O que muita gente não sabe é que homens também podem sofrer com o câncer de mama, apesar desse número representar apenas 1% do total de casos da doença, segundo levantamento do INCA – Instituto Nacional de Câncer. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para o câncer de mama em Unidades Hospitalares especializadas.

 

Dados sobre a doença 

 

Segundo o INCA, estima-se que em 2021, 66.280 novos casos de câncer de vão ser registrados no nosso país. E é sempre bom lembrar que existem alguns fatores de risco para a doença como: 

 

  • Obesidade e sobrepeso
  • História familiar de câncer de ovário
  • Inatividade física
  • Casos de câncer de mama na família – principalmente antes dos 50 anos
  • Histórico familiar de câncer de mama em homens
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos
  • Tabagismo
  • Entre outros fatores

 

Pessoas que se identificam com os fatores apresentados, devem redobrar o cuidado com seus exames e até antecipar o controle com o médico.

 

Sintomas do tumor mamário

 

O principal argumento da campanha de Outubro Rosa é que o câncer de mama pode ser percebido por meio da observação constante de alteração nas mamas e exame de toque. 

 

Os principais sinais de alterações causadas pela doença são: caroço, pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito, pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço e saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos. Esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados por um médico, para melhor entendimento do risco e um diagnóstico mais completo.

 

Conheça o próprio corpo

 

Todas as mulheres devem ser incentivadas a conhecerem o próprio corpo para saber o que é ou não normal em suas mamas. A maior parte dos casos de tumor nessa região são descobertos pelas próprias mulheres. No Brasil, também há a recomendação que a mamografia seja feita por mulheres entre 50 e 69 anos a cada dois anos.

 

A mamografia ajuda a reduzir a mortalidade por câncer de mama, pois localiza a doença no início e permite um tratamento menos agressivo e com resultados mais positivos para uma cura.

 

O melhor é sempre buscar por orientações do seu médico, fazer consultas regulares e buscar por um estilo de vida mais saudável. Não esqueça também de compartilhar conteúdos relevantes com outras pessoas do seu círculo de amigos!

Dúvidas?