pt en
+ -

HDI Seguros

Olá, sou a Sofia, atendente virtual da HDI. Por favor me conte no que posso te ajudar.

Novidades

Pedágio por KM é testado em São Paulo

Publicado em 07/06/2022

A Rodovia Ayrton Senna, que liga parte da região leste do estado de São Paulo, recebeu novos equipamentos para inícios dos testes no sistema “Free Flow”, de pedágio através de quilômetros rodados. O arco foi instalado na altura do KM 31, região de Itaquaquecetuba, e conta com diversas câmeras e sensores para identificação dos veículos que passam por ele.

 

Atualmente, o governo de SP utiliza o Ponto a Ponto (PaP), similar ao Free Flow, em alguns trechos de algumas rodovias. A Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) garante que os sistemas possuem suas diferenças, sendo a principal delas, a abrangência. Enquanto o Ponto a Ponto atende um grupo de pessoas que utilizam rodovias específicas com certa frequência, o Free Flow busca ser mais acessível, aberto para todos os motoristas.

 

Como funciona?

 

O arco instalado na região de Itaquaquecetuba conta com diversas câmeras e sensores para identificação dos veículos. As câmeras possuem reconhecimento ótico de caracteres, fazem leitura das imagens frontais e traseiras das placas em todas as faixas da pista. Os sensores a laser conseguem identificar o tamanho, quantidade de eixos e categoria que os carros se enquadram.

 

A Ecovias explicou, através de nota, as seguintes informações: “As antenas de identificação de tags e as câmeras de monitoramento complementam as informações, que são enviadas para um sistema central, responsável por receber e processar todos os dados e, por fim, calcular as informações necessárias”.

 

Existe um grupo, formado por representantes de concessionárias privadas, empresas de pagamentos automáticos, governo e agentes, envolvido na construção do sistema que discutem a implementação e execução do projeto.

 

Para exemplificar, suponhamos que um trecho de 100 quilômetros de extensão custe R$ 10,00 para carros de passeio. Atualmente, o motorista que acessar a rodovia precisa pagar esse valor nas cancelas, indiferente de rodar o trecho de forma parcial ou completa. Com o sistema Free Flow, o motorista pagará o valor proporcional do quilômetro rodado. Isso é, caso utilize apenas 20 quilômetros dessa estrada, seria cobrado o valor, no caso deste exemplo, de R$ 2,00. Melhor para o motorista.

 

E para saber como proteger o seu veículo, conheça o HDI AUTO.

Dúvidas?