Português Inglês
+ -

HDI Seguros

Olá, sou a Sofia, atendente virtual da HDI. Por favor me conte no que posso te ajudar.

Código de Ética

Nossos princípios para colaboradores e fornecedores da Companhia


A HDI acredita que a dignidade, confiança, prevenção e garantia, são características marcantes em nossos serviços e que os princípios éticos são imprescindíveis para o perfeito relacionamento com seus colaboradores, acionistas e fornecedores. Entendemos a ética como forma de conceber ações direcionando-as para o bem, o certo, e o justo, onde a veracidade, a exatidão, a dignidade e a imparcialidade sejam constantes. Acreditamos que o entendimento e a prática sobre estes princípios são fundamentais para todos aqueles que valorizam a integridade e respeito mútuo, permitindo alcançarmos padrões morais e éticos cada vez mais elevados.
Murilo Setti Riedel Presidente
1. Objetivo e Abrangência

O Código de Ética e Conduta Profissional apresenta os requisitos legais e éticos que devem ser cumpridos no âmbito de nossas atividades na HDI Seguros, o qual está de acordo com os valores desta e do Grupo Talanx.

Este deve ser obrigatoriamente seguido pelos colaboradores, inclusive os membros dos Órgãos de Administração, prestadores de serviços, fornecedores, corretores e parceiros comerciais, na prática e condução dos seus negócios com a Companhia.

Entre os prestadores de serviços cuja atuação se faz com caráter de representação da Companhia, incluem-se, não se limitando a: peritos, sindicantes, reguladores de sinistros, advogados, prepostos e assemelhados.

2. Valores da HDI Seguros

Mentalidade e Ação Empreendedora dentro do Grupo

Pensamos e agimos de forma responsável, de modo visionário nos antecipamos aos nossos objetivos. Conduzimos nossas atividades profissionais como se fosse o nosso próprio negócio. Dessa forma, trabalhamos visando a solução de problemas da forma simples. Abraçamos ações inovadoras para alcançar novas soluções. Em caso de conflito de interesse entre as diferentes unidades de negócio, os interesses do Grupo Talanx devem prevalecer.

Orientados para resultados e desempenho

Somos responsáveis pelos nossos resultados e realizações. Agregamos valor aos nossos clientes. A qualidade dos nossos processos é decisiva para o nosso sucesso a longo prazo. Trabalho em equipe e respeito constitui a base para a nossa confiança mútua. No caso de diferenças de opinião, nos baseamos em diferentes perspectivas para um contínuo desenvolvimento.

Foco total ao cliente

Focamos nossa energia em nossos clientes e no mercado. Tratamos cada cliente com respeito e consideração levando em conta suas necessidades. Isso se aplica tanto aos nossos clientes externos - parceiros de negócios e clientes finais – quanto aos clientes internos – nossos colegas e colaboradores. O nosso propósito é encontrar possibilidades comuns de maneira a equilibrar interesses individuais.

Confiança mútua e comunicação transparente

Somos confiáveis, justos e abertos para novas ideias. Esses princípios fundamentais são aplicáveis a todas as unidades de negócio do Grupo Talanx, nossos parceiros de negócios, e aos nossos parceiros internos e externos. Em parceria, trabalhamos juntos de forma construtiva, trocando feedback a fim de alcançar melhores soluções em conjunto. Focamos em nossa missão comum e tratamos um ao outro de forma respeitosa, prestativa e apreciativa.

3. Normas gerais de conduta dos Colaboradores

Todos têm a responsabilidade e dever de cumprir as regras definidas neste Código, e que os gestores sejam exemplos por meio de conduta profissional.

Os colaboradores se comprometem a cumprir as disposições legais e estatutárias, independentemente de serem formalmente comunicados pela Companhia. O mesmo se aplica às normas, políticas, manuais de procedimentos, e obrigações contratuais e voluntárias que tenham sido assumidas. É dever dos colaboradores zelar pela reputação e imagem da HDI Seguros e do Grupo Talanx, e evitar o que possa prejudicá-las.

Os colaboradores devem atuar sempre em defesa dos melhores interesses da Companhia, mantendo sigilo sobre seus negócios e operações, assim como a de informações de clientes.

O descumprimento das disposições legais em vigor, assim como infrações a este Código, poderá acarretar a aplicação de medidas disciplinares, sem prejuízo de outras penalidades previstas em lei.

Em particular, NÃO são aceitáveis as seguintes condutas:

- Manter relações comerciais particulares, de caráter habitual, com clientes ou fornecedores;
- É proibida a participação em atividades que infrinjam as disposições legais ou jurídicas;
- Usar o próprio cargo, função ou informações sobre negócios e assuntos da HDI Seguros ou de seus clientes, para influenciar decisões que venham a favorecer interesses próprios ou de terceiros;
- Usar o cargo para solicitar favores ou serviços pessoais a subordinados;
- Assédio moral, que é a exposição da pessoa a situações humilhantes e constrangedoras, repetitivas e prolongadas durante a jornada de trabalho e no exercício de suas funções, sendo mais comuns em relações hierárquicas autoritárias e assimétricas, em que predominam condutas negativas, relações desumanas e antiéticas de longa duração, de um ou mais colaborador em posição de liderança, dirigida a um ou mais subordinado(s), desestabilizando a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-o a desistir do emprego;
- Assédio sexual, que é constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente da sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função. Convém destacar o fato de que o assédio tem como elemento típico o constrangimento exercido por alguém em busca de satisfação sexual. Envolve, portanto, relação de poder, sujeição da vítima, ofensa à sua dignidade e, por fim, afetação à sua liberdade sexual;
- Contratar parentes, indicar a contratação de parentes ou levar outra pessoa a indicá-los;
- Usar equipamentos e outros recursos da companhia para fins particulares, não autorizados;
- Usar para fins particulares ou repassar a terceiros tecnologias, metodologias, know-how e outras informações de propriedade da companhia ou por ela desenvolvidas ou obtidas.

- Se o colaborador não tem certeza se determinada atividade está de acordo com a legislação em vigor ou com este Código, este deve contatar seu Gestor ou os canais apresentados no item 20 deste documento. A área de Compliance e Gestão de Riscos também poderá auxiliar no esclarecimento de dúvidas.

São exemplos de CONDUTA ESPERADA e compatível com os valores da HDI Seguros:

- Reconhecer honestamente os erros cometidos e comunicar imediatamente o superior hierárquico;
- Questionar as orientações contrárias aos princípios e valores da Companhia;
- Apresentar críticas construtivas e sugestões, visando aprimorar a qualidade do trabalho.

4. Normas gerais de conduta dos Fornecedores

Os prestadores de serviços, fornecedores, corretores e parceiros comerciais e instituições financeiras devem seguir este Código quando estiverem praticando negócios com a HDI Seguros, especialmente quando as suas atividades profissionais forem efetuadas representando a Companhia, em particular nas esferas do Poder Público.

A escolha e contratação de fornecedores e prestadores de serviços devem sempre ser pautadas em critérios técnicos, profissionais, éticos e nas necessidades da Companhia, devendo ser conduzidas por meio de processos predeterminados, tais como concorrência ou cotação de preços, que garantam a melhor relação custo-benefício.

O descumprimento desta obrigação ensejará a responsabilização pelas eventuais penalidades que venham a ser aplicadas por qualquer esfera do Poder Público, a rescisão contratual e outras penalizações que sejam legalmente aplicáveis.

5. Respeito mútuo – proibição de discriminações e favorecimentos

A base de atuação dos colaboradores, prestadores de serviços e fornecedores da HDI Seguros deve ser uma conduta justa e respeitosa entre si, e com os nossos clientes e parceiros comerciais, respeitando os direitos individuais. Isso inclui a observância das obrigações contratualmente assumidas.

Não será tolerado tratamento desigual por motivos de etnia, raça, cor, sexo, religião ou ideologia, deficiências, idade ou orientação sexual.

As relações no ambiente de trabalho devem pautar-se pela cortesia e respeito, proporcionando um ambiente de trabalho saudável. O espírito de equipe, a lealdade, a confiança, a conduta compatível com os valores da Companhia e a busca por resultados devem predominar.

É fundamental reconhecer o mérito de cada um e propiciar igualdade de acesso às oportunidades de desenvolvimento profissional existentes, segundo as características, competências e contribuições de cada colaborador.

Não se admite nenhuma decisão que afete a carreira profissional de subordinados ou o relacionamento comercial com fornecedores pautadas apenas em relacionamento pessoal.

6. Uso de Propriedades da Companhia

Os bens, equipamentos e instalações de propriedade da Companhia devem ser utilizados somente para os seus propósitos. Qualquer um que utilize, possui a responsabilidade pelo uso adequado, garantindo que sejam protegidos contra danos, perda e furto. A utilização indevida pode acarretar em penalizações que sejam legalmente aplicáveis.

A propriedade da Companhia inclui ativos físicos como por exemplo equipamentos, e valores intangíveis como por exemplo direitos intelectuais, dados e licenças de software.

As diretrizes internas e as demais normas para uso dos bens e recursos da Companhia devem ser respeitadas.

7. Comportamento competitivo

A Companhia encara a concorrência e o fortalecimento da nossa posição no mercado através da excelência nos serviços. Por isso, seus colaboradores devem manter padrões legais e éticos impecáveis na busca de atingir seus objetivos de negócios de maneira justa e apropriada.

Apenas utilizamos meios lícitos para obter informações sobre competidores, e condenamos toda ação ilegal que possa gerar reclamações de responsabilidade.

A concorrência leal deve ser o elemento básico em todas as operações e relações com outras Companhias do mercado. A competitividade deve ser exercida com base nesse princípio.

Não devem ser feitos comentários que possam afetar a imagem e reputação dos concorrentes ou contribuir para a divulgação de boatos sobre eles. Devemos tratar as demais Companhias com o mesmo respeito com que a HDI Seguros espera ser tratada.

É proibida qualquer ação que se constitua infração da ordem econômica ou impedimento à livre concorrência, conforme a legislação em vigor, em especial a Lei 12.529 de 30/11/2011, inclusive: limitar, falsear ou de qualquer forma prejudicar a livre concorrência ou a livre iniciativa; dominar mercado relevante de bens ou serviços; aumentar arbitrariamente os lucros; e exercer de forma abusiva posição dominante.

8. Manuseio de informações de negócios

8.1 Registros e relatórios

Todos os registros e relatórios, independente de servirem apenas à comunicação interna ou também à externa, devem ser corretos e verídicos. Isto vale em especial para a contabilidade e os balanços, e para os demais relatórios sobre o desenvolvimento de negócio e a situação financeira da empresa ou do grupo.

8.2 Confidencialidade

Os colaboradores, fornecedores, corretores, prestadores de serviços e parceiros comerciais devem manter em sigilo os assuntos confidenciais da Companhia, bem como informações de clientes.

Informações confidenciais são todas aquelas identificadas como tal; ou aquelas acerca das quais se assume que não são de domínio público e não devem ser divulgadas. Em especial pertencem a essa categoria os segredos de negócio e operacionais, bem como relatórios internos não publicados.

As informações confidenciais devem ser protegidas contra o acesso não autorizado de terceiros, e devem ser divulgadas apenas à colaboradores que necessitem delas para o exercício de sua função, resguardada a confidencialidade sobre denúncia ética, objetivando a preservação de direitos e imparcialidade nas decisões.

A obrigatoriedade de manter a confidencialidade e sigilo das informações permanecerá em vigor mesmo após o término da relação de trabalho.

8.3 Proteção de dados

Os colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços, corretores e parceiros comerciais devem obrigatoriamente observar as regras de proteção de dados e contribuir ativamente para que os dados pessoais estejam efetivamente protegidos contra divulgações ou acessos não autorizados.

Neste sentido, deve-se garantir que os dados de clientes e outros indivíduos sejam coletados, armazenados e utilizados exclusivamente com base nos princípios legalmente permitidos. Isso incluí, os princípios de proteção de dados vigentes em território nacional e no exterior:

- Dados pessoais devem ser utilizados apenas com propósitos específicos e o princípio de minimização de dados deve ser observado;

- A consulta a dados pessoais deve ser realizada por meio de autorizações (principio need-to-know);

- Os prazos para eliminação de dados pessoais devem ser definidos e regras de bloqueio devem ser utilizadas;

- Medidas técnicas e organizacionais para proteção de dados e segurança da informação devem ser definidas e formalizadas;

- Os direitos legais (por exemplo, informação, eliminação e retificação) de indivíduos cujos dados são coletados devem ser observados.

A consulta e o repasse de dados pessoais devem ocorrer apenas no âmbito legalmente permitido. Isto vale também no caso de envolvimento de prestadores de serviços, fornecedores e corretores.

Em caso de dúvidas, a área de Segurança da Informação deverá ser consultada.

9. Proibição de lavagem de dinheiro e de financiamentos para atos ilícitos

É proibido, direta ou indiretamente, ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal; bem como outros crimes definidos pelas Leis 9.613 de 1998 e 12.683 de 2012 (legislação relacionada a lavagem de dinheiro).

Os colaboradores devem garantir que a HDI Seguros e as empresas do Grupo Talanx não sejam utilizadas para lavagem de dinheiro ou outros fins ilegais. Desta forma, devem ser observadas de forma irrestrita as sanções comerciais e financeiras, e as medidas relacionadas a prevenção de financiamento ao terrorismo, determinadas pelas Nações Unidas, União Europeia e instituições nacionais responsáveis pelo assunto.

As transações que pareçam ilícitas devem ser rejeitadas. Em casos de suspeitas e dúvidas, a área de Compliance e Gestão de Riscos deve ser acionada. Além das determinações legais, devem ser observadas as normas internas relacionadas ao tema.

10. Evitar conflito de interesses

Situações que possam levar a conflitos de interesse devem ser evitadas. Os conflitos pessoais ou de interesse que não puderem ser evitados devem ser informados ao seu Gestor ou a área de Compliance e Gestão de Riscos.

10.1 Oferta e aceite de favores, presentes e convites

As trocas de presentes entre parceiros comerciais podem ser interpretadas como uma tentativa desonesta de influenciar decisões de negócios. Por esse motivo, é proibido a oferta e aceite de presentes, e favores pessoais solicitados por parceiros comerciais. Caso o colaborador receba uma oferta de presente, ele deverá recusar e junto entregar uma Carta de Agradecimento. O modelo da carta a ser elaborada encontra-se disponível na Intranet da Cia.

Convites para eventos são permitidos desde que tenham propósito comercial ou aprimoramento técnico e o representante da Companhia anfitriã esteja presente no evento. É proibido a oferta e aceite de convites para eventos com objetivo exclusivo de entretenimento, tais como, concertos, teatros, eventos esportivos e outros.

Em nenhuma circunstância o colaborador deve aceitar o custeio de passagem ou hospedagem de parceiros comerciais, ou terceiros fora do Grupo Talanx. Inclusive para cônjuges ou parentes.

Convites para refeições podem ser aceitos desde que relacionados a propósitos comerciais, com a presença do representante da Companhia anfitriã e os valores estejam dentro de limites socialmente adequados, não ocasionando conflitos de interesses.

Os colaboradores não devem solicitar outras gratificações, serviços ou cortesias de parceiros de negócios para si mesmos ou terceiros.

10.2 Oferta e aceite de brindes

A HDI Seguros considera razoável quando um colaborador aceita ou oferta um brinde para um parceiro comercial.

O brinde deve ser obrigatoriamente um objeto caracterizado com a logomarca da empresa ofertante, oferecido nas seguintes situações: campanhas promocionais, mediante a compra de um determinado produto ou como agradecimento e retribuição.

Deve ser respeitado um limite de até R$150,00 para livre recebimento ou oferecimento, sem a necessidade de comunicar a Cia. ou requerer aprovação.

Acima do valor equivalente a R$ 150,00 é proibido o recebimento ou oferecimento de brinde. Caso o colaborador receba uma oferta de brinde acima do valor, ele deverá recusar e junto entregar uma Carta de Agradecimento. O modelo da carta a ser elaborada encontra-se disponível na Intranet da Cia.

11. Suborno e corrupção

O relacionamento da HDI Seguros e Fornecedores com autoridades, políticos e funcionários públicos deve ser pautado em atitudes éticas e profissionais. O suborno e a corrupção não serão tolerados e constituem infrações penais, tanto com respeito a funcionários públicos, como também a questões comerciais.

É proibida a prática de qualquer crime descrito na Lei 12.846 de 2013, entre eles:

- Prometer, oferecer ou dar, direta ou indiretamente, vantagem indevida a agente público, ou a terceira pessoa a ele relacionada;

- Financiar, custear, patrocinar ou de qualquer modo subvencionar a prática dos atos ilícitos previstos na referida Lei;

- Utilizar-se de interposta pessoa física ou jurídica para ocultar ou dissimular seus reais interesses ou a identidade dos beneficiários dos atos praticados;

- Frustrar, fraudar ou cometer qualquer outro crime descrito na referida Lei no tocante a licitações e contratos objeto de procedimento licitatório público;

- Dificultar atividade de investigação ou fiscalização de órgãos, entidades ou agentes públicos, ou intervir em sua atuação, inclusive no âmbito das agências reguladoras e dos órgãos de fiscalização do sistema financeiro nacional;

Contratos de consultoria fora dos trâmites de negócios habituais, e os seus pagamentos, devem ser revisados pelo Departamento Jurídico e após submetidos a aprovação da área Compliance e Gestão de Riscos.

É proibida a contratação de apólices com empresas públicas, órgãos do governo e empresas de economia mista fora dos termos da Lei 8.666/93.

Deve-se observar os mais elevados padrões de honestidade e integridade em todos os contatos com administradores e colaboradores do setor público, evitando sempre que a conduta possa parecer imprópria.

Deve-se abster de manifestar opinião sobre atos ou atitudes de colaboradores públicos ou de fazer comentários de natureza política.

Ao defender os interesses da HDI Seguros, deve-se agir com confiança nos padrões de atuação da HDI Seguros e observar sempre os mais elevados princípios éticos e o respeito às leis e normas vigentes.

12. Regras sobre informações privilegiadas

Informações privilegiadas são informações concretas não publicadas sobre empresas cujas ações, títulos ou outros papéis são negociadas em bolsa de valores; as quais, se tornadas públicas, podem influenciar o preço destes papéis significativamente.

Os colaboradores de posse de informações privilegiadas estão proibidos de comprar ou vender ações, títulos ou outros papéis negociados publicamente pelas Companhias do Grupo Talanx ou por seus parceiros de negócios; divulgar tais informações a terceiros; ou aconselhar terceiros a comprar ou vender tais ações, títulos ou outros papéis.

A divulgação de informações privilegiadas dentro do Grupo Talanx a outros colaboradores da Companhia ou do Grupo, somente é permitida se elas forem absolutamente necessárias ao exercício das suas funções. Caso existir a suspeita de uso incorreto de determinada informação que possa ser compreendida como privilegiada, sobre qualquer uma das Companhias do Grupo, o Colaborador deve comunicar a Companhia via canal de denúncia apresentado neste Código.

Os colaboradores que possuem acesso regular ou ocasional a informações privilegiadas de uma das Companhias do Grupo Talanx negociadas em bolsa serão incluídos na lista de pessoas com informações privilegiadas da respectiva Companhia.

13. Doações e patrocínios

A promoção financeira de propósitos acreditados pela HDI Seguros são legítimas para fins que não contradigam o senso comum, isto é, as regras éticas da sociedade.

O Grupo Talanx e suas subsidiárias fomentam a educação e as ciências, a arte e a cultura, assim como causas sociais ou outras reconhecidas pela Companhia como dignas de suporte.

Estão proibidas doações a pessoas particulares, a contas privadas ou a destinatários que possam prejudicar a reputação e imagem do Grupo Talanx e de suas subsidiárias. Em caso de patrocínio deve-se observar que não exista disparidade entre o nível do patrocínio e o seu objetivo econômico.

Doações políticas são proibidas.

14. Relações com Clientes

O compromisso com a satisfação dos clientes e corretores deve refletir-se no respeito aos seus direitos e na busca por soluções que atendam a seus interesses, sempre em consonância com os objetivos de desenvolvimento e rentabilidade da HDI Seguros.

O atendimento aos clientes e corretores deve ser cortês e eficiente, oferecendo informações claras, precisas e transparentes. Ambos devem obter respostas, mesmo que negativas, às suas solicitações, de forma adequada e no prazo por eles esperados.

Deve-se evitar dar tratamento preferencial a quem quer que seja por interesse ou sentimento pessoal.

15. Relações com Acionistas

O relacionamento com os acionistas deve basear-se na comunicação precisa, transparente e oportuna de informações que lhes permitam acompanhar as atividades e a performance da HDI Seguros, bem como na busca por resultados que tragam impactos positivos no valor de mercado da Companhia.

Deve-se proteger as informações ainda não divulgadas publicamente que possam afetar ou influenciar as movimentações do mercado e decisões de investimentos.

16. Conduta diante de dúvidas, fraudes ou de ações contrárias aos princípios e normas do Código de Ética e Conduta Profissional da HDI Seguros

Os problemas éticos, em sua maioria, não são criados pelas próprias pessoas, mas surgem diante delas, obrigando-as a enfrentá-los. As linhas gerais deste Código permitem avaliar grande parte das situações, mas não detalham, necessariamente, todos os problemas que podem surgir em seu dia-a-dia. Assim, eventualmente, poderão surgir dúvidas sobre qual deve ser a conduta mais correta a adotar. Nesses casos, deve-se procurar ajuda de forma sincera e transparente.

Deve-se comunicar imediatamente e formalmente ao superior imediato ou Diretor da Área onde trabalha, sempre que sentir ou estiver em situação que possa caracterizar fraudes, conflitos de interesses, ou quando suspeitar ou tiver conhecimento de fatos que possam prejudicar a companhia ou que contrariem ou pareçam contrariar os princípios deste Código. Ao fazer isso, o indivíduo está se preservando, cumprindo seu dever e reforçando os princípios éticos da empresa. Quando não for possível, por quaisquer circunstâncias, informar adequadamente seu superior hierárquico, entre em contato com o Departamento de Recursos Humanos.

Além das dúvidas sobre condutas que não estão previstas no Código, podem ocorrer ações incorretas dos colaboradores ou administradores as quais também não constam no Código. Diante dessa situação, cabe ao Comitê de Ética avaliar o ocorrido e decidir a punição cabível ao fato.

Compete, ainda, ao Comitê assumir o julgamento de casos de violação do Código de Ética e Conduta Profissional de maior gravidade e deliberar sobre dúvidas de interpretação do texto.

17. Denúncia

Caso tenha conhecimento de infração contra a lei ou às regras deste código, especialmente em casos de fraudes, desfalques, corrupção, ou outras ações que possam caracterizar delitos criminosos ou civis, ou de um risco para a reputação do Grupo Talanx e da Companhia, contate o Disk Denúncia 0800 770 47 17.

Todas as denúncias podem ser feitas de forma nominal ou anônima, e serão tratadas com absoluto sigilo e o devido cuidado. Se restar configurada que a suspeita foi infundada, não haverá quaisquer consequências diretas ou indiretas em razão da mesma.

Dúvidas?